26 Janeiro, 2018

Sobre Nós

Decorria o ano de 1995, já no último trimestre, quando se fizeram as primeiras movimentações no sentido de criar em Figueiredo de Alva uma associação.

A primeira reunião albergou 20 pessoas (“grupo dos 20”) e decorreu nesse mesmo ano nas instalações do palco, no arraial da aldeia.

A 15 de Março de 1996 foi assinada a escritura que legalizava a colectividade – ADAFA-Associação dos Amigos de Figueiredo de Alva e que lhe conferia um corpo estatutário próprio. Esta é considerada a data da fundação da ADAFA.

Nos primeiros anos a ADAFA andou em busca da sua entidade própria. É difícil começar quando nada se tem e quando a experiência não é muita… Não sabíamos bem ao certo o que queríamos, mas pelo menos desejávamos ser uma pedrada no charco, que quebrasse a monotonia, a indiferença e alguma falta de perspetivas que parecia vigorar em Figueiredo de Alva.

Em 1999, com a ajuda de alguns sócios mais próximos, a ADAFA adquiriu o terreno onde viria a ser implementada a sua atual sede social, que teve o lançamento da sua primeira pedra a 17 de Dezembro de 2000, embora as obras tenham começado efectivamente no início do ano seguinte.

Cientes dos constrangimentos impostos pelo meio, mas sem nunca se resignarem à condição, foram muitas as gerações e as pessoas que passaram e continuam com a coletividade.

Vários foram os projetos na área cultural, desportiva, social e de tempos-livres alcançados por esta associação ao longo destas duas décadas, das quais se destacam, entre muitos outros, a construção da sede social (projeto ainda inacabado), a “Vaca da Sorte”, que despertou o interesse da comunicação social a nível nacional, a recriação do ciclo da resina, peças de teatro de produção própria, inúmeros percursos pedestres, viagens e visitas de estudo, participação com várias equipas e atletas em provas desportivas e, mais recentemente, o “Bota a Poça Fest”, uma festa comunitária contruída por gente da aldeia e que tem já alguma repercussão na região.

Aos poucos, e com muita insistência, a ADAFA foi ganhando raízes na comunidade, cresceu, amadureceu e hoje podemos dizer que Figueiredo de Alva está diferente depois do surgimento desta colectividade.

Apesar de ser uma associação Juvenil e respeitar todos os requisitos inerentes ao estatuto RNAJ (Registo Nacional de Associações Juvenis), uma das suas preocupações é, sem dúvida, o convívio entre as gerações e a melhoria das condições de vida de toda uma comunidade.

Porquê ADAFA?
Pela alegria de estarmos Juntos!